Economia

Segundo Paul A. Samuelson e William D. Nordhaus, Economia (ou Ciência Econômica) pode ser definida como a ciência que estuda a forma como as sociedades utilizam os recursos escassos para produzir bens com valor e de como distribuem esses mesmos bens entre os vários indivíduos. Nesta definição estão implícitas duas questões fundamentais para a compreensão da Economia enquanto ciência: por um lado a ideia de que os bens são escassos, ou seja, não existem em quantidade suficiente para satisfazer plenamente todas as necessidades e desejos humanos; por outro lado a ideia de que a sociedade deve utilizar os recursos de que dispõe de uma forma eficiente, ou seja, deve procurar formas de utilizar os seus recursos de forma a maximizar a satisfação das suas necessidades.

Estudo da Ciência Econômica:
Dito por outras palavras, a economia procura responder a três questões, as quais constituem os três problemas de qualquer organização econômica: o quê, como e para quem:
– O que produzir e em que quantidades? Quais os produtos e serviços deverão ser produzidos de forma a satisfazerem da melhor forma possível as necessidades da sociedade?
– Como os bens devem ser produzidos? Que tecnologias e métodos de produção utilizar? Que matérias primas deverão ser utilizados para produzir determinado produto? Como maximizar a produção tendo em conta os recursos disponíveis?
– Para quem são os bens produzidos? Como repartir pelos diferentes agentes econômicos os rendimentos disponíveis? Quem deverá ganhar mais e quem deverá ganhar menos?

Sistemas de Organização Econômica:
Da forma como as sociedades respondem as estas três questões resultam diferentes sistemas de organização econômica – nos dois extremos podemos distinguir duas formas de organização econômica alternativas:
Economias centralizadas (ou direção central) – neste tipo de economias as principais decisões quanto ao quê, ao como e ao para quem devem ser produzidos os bens são tomadas pelo Estado;
Economias de mercado – nestas economias é o próprio mercado (composto por quem oferece e por quem procura os bens) que decide a resposta às três questões que constituem os problemas de qualquer organização econômica.
Contudo, na verdade não existem atualmente sociedades que se encaixem em nenhum dos dois casos extremos expostos. De fato, todas as sociedades atuais estão organizadas em economias mistas na medida em que contém características quer das economias de mercado, quer das economias de direção central. Nas economias ocidentais, por exemplo, é o mercado que determina o quê, o como e o para quem produzir mas os Estados desempenham papeis importantes como sejam a supervisão e regulamentação das atividades econômicas, a oferta de bens públicos ou a repartição dos rendimentos pelos agentes econômicos.

Divisões da Economia:
Habitualmente, a ciência econômica é dividida em dois grandes ramos:
Microeconomia, estuda o comportamento dos agentes econômicos individuais (nomeadamente as empresas e os consumidores) consideradas quer isoladamente, quer nas suas relações mútuas;
Macroeconomia, estuda comportamento da Economia de forma agregada, através da análise de diversas variáveis econômicas globais (produção, consumo, desemprego, inflação, etc.).

Anúncios
Esse post foi publicado em E e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s