Curva de Phillips

A curva de Phillips consiste num gráfico que procura refletir as conclusões dos estudos levados a cabo por A. W. Phillips e nos quais se demonstra que existe uma relação inversa entre a inflação e o desemprego. As razões para esta relação negativa prendem-se com o fato dos salários tenderem a aumentar quando o desemprego é reduzido e vice-versa; como os salários constituem um dos mais importantes componentes dos custos de produção, um aumento dos salários levará a um aumento dos preços. Desta forma, quanto mais elevada é a taxa de desemprego, menor será a taxa de inflação.

 

 

A Curva de Phillips, a Inflação e o Desemprego:

 

Curva de Phillips - FórmulaA curva de phillips é um conceito da economia, mais especificamente da macroeconomia que relaciona inflação com desemprego. Através desta análise pode-se ver como se relacionam estes dois conceitos.

A teoria foi desenvolvida pelo neozelandês Willian Phillips, economista que dizia que a relação da inflação e da taxa de desemprego são inversamente proporcionais, ou seja, quando cresce a inflação cai a taxa de desemprego.

A FÓRMULA

P = f(Pe, u)

Sendo, que:

P = nível de preços

Pe = nível de preços antecipados

u = taxa de desemprego

Pode-se deduzir uma nova função relacionando a taxa de inflação, a taxa de inflação antecipada e a taxa de desemprego, na forma:

p = f(pe, u)

Onde:

p = taxa de inflação

pe = taxa de inflação antecipada

u = taxa de desemprego

COMPROVAÇÃO DA TEORIA

Esta teoria foi comprovada a partir da análise de curto período das taxas de inflação e desemprego no Reino Unido no período que ia de 1957 a 1961 e posteriormente analisando curtos períodos das mesmas informações nos EUA pode-se comprovar o funcionamento desta teoria.

No entanto, posteriormente, economistas ao analisarem mais profundamente perceberam que não é uma regra geral, que esta relação só se aplica desta forma quando a taxa de inflação está a cima do esperado, sendo que, a médio prazo, esta taxa superior acaba sendo a taxa esperada invalidando esta relação.

Verificou-se que a relação correta se dava entre a taxa de desemprego e a variação em si da taxa de inflação.

Curva de Phillips na AtualidadeA chamada curva de Phillips aceleracionista, nome que se dá a união da teoria desenvolvida por Phillips com a teoria desenvolvida pelo seu sucessor, Edmund Phelps, utiliza-se das expectativas adaptativas.

ATUALIDADE

É percebido hoje em dia que a curva de Phillips como foi concebida não se aplica, pois não temos taxas inflacionárias que tendem a zero, como havia naquela época, o que deixava a taxa de inflação esperada também tendendo a zero.

O problema central é que ela não dava conta da elevação dos salários e preços, por ser desenvolvida em um período de estabilidade, variante relevante dentro desta relação conceitual econômica.

Utiliza-se, hoje, por aqueles que ainda defendem a validade da curva de Phillips uma variação, chamada curva de Phillips com expectativas, que leva em consideração estas flutuações de salários e preços.

Anúncios
Esse post foi publicado em C e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s